O Movimento Familiar Dotrinario

O Movimento Famíliar Doutrinário nasceu após um longo caminho de discernimento e oração que envolveu famílias e jovens das realidades doutrinárias. Depois de vários encontros realizados em Varallo Sesia, San Severino Marche e em Roma, os participantes compreendem cada vez mais que o Senhor os chama a viver a sua família e a trabalhar a realidade segundo o carisma de seu pai Cesare. Assim nasceu o Movimento Doutrinário Famíliar, que foi aprovado pela Congregação em 2014. O Estatuto dá a sua identidade. Aqui, em resumo, estão alguns pontos-chave.

O Movimento Famíliar Doutrinário é formado por famílias que compartilham a espiritualidade do Padre Cesare, resumida em sua frase: “que tudo em nós catequize, nosso estilo de vida está de acordo com as verdades ensinadas de que é um catecismo vivo”. Diante disso, as famílias doutrinárias desejam adquirir um estilo de vida que transmita aos outros a bela notícia do amor misericordioso de Deus por cada criatura. (Estatuto nº 1).

O Movimento Familiar Dotrinario Seguindo o exemplo do padre César, estão empenhados em viver a centralidade da Palavra de Deus na sua vida quotidiana, reconhecida como alimento para a vida cristã e sobretudo para a vida familiar. Em particular, dedicando-se à escuta da Palavra de Deus que a Igreja propõe na Liturgia do dia, tanto pessoalmente como em família, recordando o que o Padre Cesare quis dizer com “ouvir a Palavra”: compreendê-la, amá-la, crer no que ela anuncia e colocá-lo em prática. Além disso, cada Grupo é convidado a meditar e compartilhar a Palavra dominical, deixando-se auxiliar pelos textos de padre Cesar.

O Movimento está empenhado no serviço catequético, especialmente no apoio às famílias. Propõe-se também, em conformidade com os compromissos que a vida familiar exige, um empenho catequético na própria realidade paroquial. Para que este serviço seja eficaz, considera essencial que todos cuidem da própria formação cristã, especialmente bíblica.

O encontro com a Eucaristia, celebrada e adorada, e a devoção a Maria, manifestada em particular com a oração do Rosário, devem ser considerados dois outros elementos fundamentais para o crescimento pessoal e familiar. Para progredir na comunhão e fortalecer a identidade do Movimento, as Famílias Doutrinárias vivem todos os anos, com particular intensidade, no dia 15 de abril, festa do Padre Cesare, no dia 15 de setembro, Solenidade de Maria das Dores, o encontro nacional que tem por objetivo experimentar ser uma “Família de famílias”, partilhar experiências e crescer no sentido de pertença a Cristo, à Igreja e à Família Doutrinária.